Categoria: Biometria Eleitoral

Como fazer o Cadastro da Biometria Eleitoral em SP

Desde 2008, o Brasil está promovendo o cadastro da Biometria Eleitoral. Esse trabalho consiste em uma modernização no processo identificação dos eleitores. Isso quer dizer que o atual método de comprovação de identidade por assinatura dará lugar ao sistema biométrico, ou seja, reconhecimento pelas digitais do cidadão.

A transição está sendo gradual, e de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), deve ser concluída até as eleições de 2022, quando serão escolhidos presidente, governadores, senadores, deputados federais e deputados estaduais.

Quem não fizer o recadastramento biométrico até o prazo definido pelo município de residência, terá o Título de Eleitor cancelado e ficará impedido de votar. Além disso, há outras restrições que você pode conferir no final deste texto.


Quem precisa fazer o Cadastro Biométrico em São Paulo

Como fazer o Cadastro da Biometria Eleitoral em São Paulo

Alguns estados já concluíram a biometria eleitoral, no entanto, em São Paulo o procedimento não é obrigatório para todos os municípios. Atualmente, os moradores de 85 cidades devem fazer o cadastro:

A – Aguaí, Altinópolis, Araçoiaba da Serra, Areias e Auriflama.

B – Bilac e Botucatu.

C – Cabrália Paulista, Caiabu, Cananéia, Canitar, Catanduva, Chavantes, Coronel Macedo e Cunha.

D – Descalvado e Divinolândia.

E – Elisiário.

F – Floreal.

G – Gabriel Monteiro, Gastão Vidigal, General Salgado, Guará, Guarani D´Oeste, Guararapes, Guarulhos e Guzolândia

I – Indiana, Indiaporã, Inúbia Paulista e Itatinga.

J – Jeriquara, João Ramalho e Junqueirópolis.

L – Lagoinha e Lucélia.

M – Macedônia, Magda, Martinópolis, Meridiano, Miguelópolis, Mirante do Paranapanema, Monções e Monte Azul Paulista.

N – Nhandeara, Nova Castilho, Nova Independência e Nova Luzitânia.… Clique aqui para ler todas as informações

Cadastramento Biométrico: boato sobre multa é falso

“Quem não fizer o cadastramento biométrico até 7 de dezembro vai pagar multa de 150 reais e pode ter a Carteira de Motorista e o CPF cancelados”. Essa foi mais uma das mensagens falsas encaminhadas em grupos do WhatsApp nos últimos dias. Muitas pessoas acreditaram no boato e passaram a compartilhar a mensagem como se fosse verdade.

A propagação do texto fez com que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgasse um comunicado desmentindo a informação. Segundo a instituição, “a legislação eleitoral não prevê, em nenhum momento, o cancelamento de outros documentos a não ser o título de eleitor no caso de o eleitor ficar três eleições consecutivas sem votar ou justificar”.

Outro órgão a se manifestar foi o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), que foi enfático ao afirmar que “é falsa a notícia de que os eleitores que não comparecerem ao cadastramento biométrico até 7 de dezembro serão multados em 150 reais”.

Portanto, se você receber qualquer mensagem relacionada a pagamento de multa por não realizar a biometria eleitoral, evite enviar para outras pessoas, pois trata-se de uma informação falsa.


Como funciona o cadastramento eleitoral biométrico

Em todos os processos eleitorais realizados no Brasil, o eleitor precisava apresentar o título de eleitor e assinar um livro do TSE para confirmar a sua identidade. Essa assinatura era o instrumento que concedia a autorização para votar. Após sinalizar a sua preferência na urna, o cidadão recebia um canhoto que servia como comprovante da votação.

Contudo, para oferecer mais segurança nas eleições, o TSE está realizando uma mudança gradual no sistema de identificação dos brasileiros.… Clique aqui para ler todas as informações